quinta-feira, junho 08, 2006

muda de pele
uma outra e outra denegrir-se-á verás
rombo certeiro no sopé do coração
noctívaga vaga era uma vez vénia rápida
um acrescente na mira de ser se

Rui Baião